Alguma Coisa Aconteceu…

O verde dos meus olhos escureceu:
desceu:
veio arrebatando o coração,
jogou pra cima, rodopiou e caiu no chão:
espatifou, quebrou em mil pedaços:
pena…
Agora não pode dar abraços.
Silenciou a dor no peito
e apontou o defeito.
Triste, não queria fugir,
mas a mente desvia, volta a mentir:
vem, vai, esquenta, esfria.
E lá dentro, um mundo de agonia,
lá dentro, cantos de alegria.
E o que você vê é ilusão:
veneno quente no coração.
Escondido nos meus olhos: perdão.
Peço e aceito;
escuto e respeito;
só não posso fugir da realidade
que revela sutil banalidade.
Por isso, volto a olhar:
subiu,
foi embora sem hesitar.
Levou um pedaço do coração
que pra sempre vai faltar.