IMG_9799

Desculpe por escrever tão tarde
mas certas coisas levam tempo
para serem absorvidas
eu precisava analisar
minhas reações
pra ter certeza
de que tudo foi real
e foi
o amor
a alegria
a dor
o fim
tudo isso
e muito mais
aconteceu
aqueles dias passaram
e novos chegaram
me falaram que eu deveria dançar
arriscar, cantar, amar
tudo de novo
e eu quero
mas parece que tem algo
no destino
me impedindo de seguir em frente
e me disseram
que sou eu quem me impeço
posto que eu sou meu destino
então eu fico preso
nesse paradoxo
e quando acredito que me libertei
tudo desmorona
mostrando que na verdade
eu apenas troquei as algemas
apenas limpei as grades
e reforcei os parafusos
foi por isso que demorei pra escrever
eu precisava ter certezas
que agora eu tenho
e ainda assim
não me servem de nada
eu demorei
porque queria respostas
que ninguém consegue me dar
e por mais que eu leia
não aprendo
porque essa prisão que criei
sem nem ao menos saber construir coisas
me impede de mim
me afasta de mim
e eu sou tudo o que tenho
sou tudo o que posso me dar de felicidade
pelo menos é o que dizem os teóricos
e isso me perturba bastante
porque eu continuo
e ao mesmo tempo estou parado
aquela velha dualidade universal, lembra
se alguém além de você ler isso
espero que entenda
eu não estou preso porque quero
na verdade, nem me sinto preso
mas se quiserem me libertar
eu aceitaria de bom grado
porque a solidão
aparentemente corroeu
a única chave que eu tinha
entende, eu não faço cópias de nada
só tento viver coisas novas
e pode até ser que essa prisão seja algo novo
mas não estou vendo dessa forma
eu demorei pra te escrever
e sinto muito por isso
foquei nas rimas
foquei em mim
foquei na profissão
e nada me tirou daqui
dessa solitária
o que será que falta
o que será que me falta
eu escrevo agora
porque percebi que não é você
e isso me alivia um pouco
não é você, nem ninguém
ninguém me falta
mas falta uma presença
disso eu tenho certeza
e é com essa certeza que espero
me libertar
o que você acha da liberdade
não responda, já vi que me alonguei
com você, é melhor deixar isso
como um monólogo
comigo, porém, dialogarei
sobre a liberdade
sobre a prisão
sobre mim
até