Eterno

window

O passado não bate na porta
escancara as janelas
e quebra os vidros
deixando o restante
do presente
espalhado no chão
esperando uma reconstrução
que nunca o retornará
ao que era antes
reassegurando ao passado
o que ele é:
futuro que virou presente
que sempre esteve
no passado