Intensamente

rain

Acho que foi o sino da igreja tocando
ou a chuva fria no fim da tarde,
não sei, não sei nada além da sensação:
um vazio visceral se inundando,
dentro dele foi crescendo a nostalgia
e o perigo disso aumentou a percepção:
o sino tocou mais alto
e a tarde ficou mais escura;
era como se eu sentisse tudo
sem saber o que sentia de fato,
porque o indefinível da vida
se sente a todo momento
e, como não sabemos explicar,
a vida em si nos passa desapercebida;
foi assim que senti meu corpo reagir:
lacrimejou essa complexidade,
acho que doeu de certa forma
e já não pude me proibir;
chorei como um bebê nascendo:
desesperado ou em êxtase,
não sei, mas deixei acontecer
e logo já não estava mais doendo;
tive sorte, no fim pude chegar,
sabendo que é nele que se chega
quando se deixa a vida doer
até que ela se canse e possa se deitar.