Menos Não Podia Ser.

Já fui lágrima incontida, fruto de risadas,
Hoje caio entre suas tristezas.
Um sopro de felicidade já fui em seu rosto,
Vento frio, hoje, congelo seus pensamentos.
Já fui sangue não coagulado, pulsante, quente,
Hoje, perambulo em suas veias.
Me lembro, fui sono tranquilo, sereno,
Agora só visito seus pesadelos.
Abraço, mar, amor:
Já fui tudo o que quis ser:
Palavra, beijo, gozo:
Fui tudo o que se pode ser,
Mas hoje deixei de existir.
A vida, sem pensar duas vezes, passou por mim.
Tudo porque, hoje, eu desisti.
Hoje, talvez, tenha sido o resultado,
Talvez tenha sido mais que hoje…
Sempre foi mais, sempre doeu mais, mentiu mais,
Porque menos não fui, menos do que nada não podia ser.
Fui tudo o que se podia ser menos nada.
Nada não podia ser.
Hoje acabou tudo e menos nada sobrou.
Menos, a partir de hoje, serei.