Meu caminho

caminho

Sentado
a coluna ereta
os olhos fechados
senti que partia
saí de mim para o destino
a estrada que não conhecia
no caminhar
abandonei desejos
cortei vínculos
e não levei corda pra amarrar
porém, atestei temente
era só mais uma via
mais um truque da mente
desejo que desvia
só me restava uma opção
reconhecer que deveria ficar
nada de me esquecer
nada de me abandonar
ficar e ser eu
viver meus extremos
sem questionar
me preocupar menos
se há onde chegar
e chorar mais
tudo o que pode machucar