Primeiro passo

eye

Algo dentro dele se moveu de lugar e, agora, tinha um novo significado, como as flores, que atualmente têm função de decoração. Diferente delas, porém, esse novo sentimento não poderia ser apenas um detalhe para impressionar visitas. Residia nele a responsabilidade de transformar aquilo em uma constante parte de sua personalidade. Esse era o problema, pois ele não tinha experiência alguma com isso, não foi ensinado a cultivar coisas boas em si. Era a primeira vez que reconhecia algo positivo, o que, de certa forma, já era um progresso. Para não deixar o momento passar, fez o que costumava fazer com os outros quando lhe contavam que algo de bom havia acontecido, se abraçou. Um ato solitário que soa deprimente para quem não sabe o que ele sentiu.