Queima.

Toda vez que eu volto lá, fico mais queimado, o fogo corre assim no meu braço, queima meus pelos e depois vai pra carne, daí fica aquele cheiro de carne queimada, sabe? Parece que jogaram um bife numa panela quente sem óleo. Queima tudo. E a carne gruda na panela, cê levanta ela e fica uns pedaço grudado, fica faltando uma parte dela que fica lá no fundo. E esses pedaço faz falta, é sério, e depois eles queima ainda mais, é difícil limpar a panela depois disso. Toda vez, mas toda vez que eu vou lá eu me queimo, eu não aprendo não, sou burro. É que eu não aguento a beleza dele, sabe? É tão bonito aquele fogo brilhando, dançando no ar, nossa… eu não sei o que me dá, quero ser fogo também, mas toda vez que eu vou nele ele me queima, ele não me ensina a ser igual, como que fica igual o fogo? Igualzinho eu quero ficar, mas acho que ninguém sabe como faz, só ele sabe, porque ele nasceu assim, pra queimar, pra destruir, porque ele destrói tudo né, cê sabe… É, mas eu ainda assim quero beijar o fogo, estalar os beiço provando dele. Mas queima tanto… Queima de mais… Toda vez que eu vou lá, volto menos eu. Quando ele queima parece que rouba algo de mim e fica isso lá com ele, um pedaço da carne do meu corpo, um pedaço queimado, mas meu, e agora dele. Eu não consigo recuperar nada que fica lá e eu sempre volto com a mesma desculpa, volto pensando em pegar o que ele me deve, o que ele me roubou, mas eu volto com menos, sempre com menos, ele só me dá bolha, cicatriz, pus, fico nojento assim que ninguém quer me ver nem pintado de ouro, porque eu nunca vou ter ouro mesmo, eu só tenho fogo pra me queimar, e ele queima, viu? Fico assim, querendo meus pedaço de volta, mas ele cada vez toma mais o que eu sou. Toda vez que eu vou lá ele aceita, porque ele precisa queimar alguma coisa né? Ele não vai ficar lá sozinho sem queimar nada, ele precisa de algo pra se alimentar e eu tenho carne pra dar, ele queima e eu vou embora. Toda vez é assim. Ele tem que queimar. Já viu fogo que não queima? Lógico que não, por isso, porque eles queima mesmo, tem que entender. Mas que dói, ah isso dói. Enquanto ele não queimar meu coração eu tô indo lá, quem sabe um dia eu queimo que nem ele, mas sem queimar outra pessoa… se eu viro fogo eu queimo só quem eu sou, não quero queimar ninguém, porque dói muito.