Resenha: O Alegre Canto da Perdiz (Paulina Chiziane)

paulina

O Alegre Canto da PerdizO Alegre Canto da Perdiz by Paulina Chiziane
My rating: 5 of 5 stars

“O Alegre Canto da Perdiz” é um livro doído, cheio de lágrimas e lutas seculares. A dor gerada pelo colonialismo na África é explorado por Paulina de forma poética e crua. A autora demonstra que o sistema colonial nunca acabou realmente, predominando nas questões sociais e no racismo que permeiam a mistura de etnias. Além disso, Paulina nos permite ver o olhar das mulheres negras sobre a questão, incluindo, ainda outros temas como maternidade, prostituição e estupro. E mais, tudo isso segundo a visão da mulher negra. É uma riqueza de conteúdo sem igual.

O fim do livro foge do que se pode esperar, pelo menos como entendo, pois tudo acontece muito rapidamente e sem muita lógica. Tudo bem, afinal, durante todo o romance, Paulina nos coloca em contato com mitos africanos de criação do mundo e do ser humano, quem sabe ela tenha criado um próprio mito, então?

De qualquer forma, a maestria da autora é de se emocionar, as informações que ela fornece são para se agradecer, e a poesia que ela tem é para se amar.

View all my reviews