Terreno fértil

flower

Como a flor, também ela precisava da terra. Naquele dia, porém, a flor ficou sem terra e ganhou os cabelos dela, o que foi quase a mesma coisa. E como se criasse raiz, a flor pôde sentir como ela. Entendeu, então, porque a mulher precisava tanto da terra: medo, saudade, ansiedade. Os nutrientes eram escassos, não suportaria por muito tempo. Ela sorriu timidamente ao passar na frente do espelho. Bastou isso para a flor receber luz e se alimentar. Satisfeita, ela se deitou na cama para descansar e, horas depois, quando despertou, a coroa de flores a nomeava rainha de si, em reconhecimento ao sonho que ela reviveu ao fechar os olhos.