Transmutação.

Eu vou virar terra:
vou voltar pra casa.
Vou sentir a chuva
molhar minhas raízes.
Eu vou virar pó:
vou voar no céu.
Eu vou cair maduro:
e germinar no amor.
Vou deixar que me regue
a água morna do calor.
Deixarei que me colham:
quero alimentar a vida.
Deixarei que me mordam,
sem medo da ferida.
Eu vou virar grama
e refrescar pés cansados.
Me molharei de orvalho
e me guiarei pelos acasos.
Eu vou virar vida:
vou me deixar sentir.
Vou virar o que sou:
vou me deixar sorrir.
Eu vou virar vida,
porque nasci assim.
E vou virar vida,
porque ela não tem fim.