Visceral

heart3

meu coração bombeia sangue
minha alma, poesia
enquanto um dá vida
a outra dá emoção
sinto as veias vibrarem
e dou risada
sinto as pulsações sob a pele
e quero chorar
meu dna de poeta
sangra nas palavras
e se expressa nas entrelinhas
querendo me doar
ele quer ser outro
e estancar a sangria
deste poema carnal
porque se sou todas essas palavras
também me falta o ar,
o amor, o futuro
e acima de tudo, me falto